Home / Destaques / Atlas da Violência revela aumento na taxa de mortalidade de pessoas entre 15 e 29 anos no país

Atlas da Violência revela aumento na taxa de mortalidade de pessoas entre 15 e 29 anos no país

 

FONTE: Atlas da Violência.

FONTE: Atlas da Violência.

Especialistas apontam o homicídio como fator preponderante para as mortes desse público ante outras causas como acidentes de trânsito e doenças em geral. Além disso, os pesquisadores destacam a vulnerabilidade social com as deficiências na educação básica para exemplificar melhor esse cenário, ou seja, jovens que abandonam os estudos por quaisquer motivos tendem a recorrer à uma trajetória de delinquência e crime. “Não se investe adequadamente na educação infantil (a fase mais importante do desenvolvimento humano). Relega-se à criança e ao jovem em condição de vulnerabilidade social um processo de crescimento pessoal sem a devida supervisão e orientação e uma escola de má qualidade, que não diz respeito aos interesses e valores desses indivíduos”, afirmam os especialistas.

De acordo com o portal da Folha de São Paulo, a mortalidade juvenil do Brasil ocorre em sua maioria em regiões periféricas, destacando a zona leste. E como já mencionado anteriormente, os pesquisadores indicam que a carência de uma boa formação escolar é a principal causadora dessas mortes: “Faltam motivos para uma aderência e concordância desses jovens aos valores sociais vigentes e sobram incentivos em favor de uma trajetória de delinquência e crime”.

Diante do cenário no país, os pesquisadores encerram com cobranças para ação das autoridades. “Fica patente a necessidade de um maior comprometimento das principais autoridades políticas e do campo da segurança pública em torno de um pacto contra os homicídios, em que a coordenação, o planejamento e a boa gestão venham a substituir o proselitismo político vazio, seguido de ações midiáticas que nada resolvem.”

FONTE: www.nossasaopaulo.org.br

Por: Bianca Miranda.

Scroll To Top